Educar para que?

Posted on1 CommentCategoriesArtigos




Educar para o mundo. Esta é uma frase de impacto que vemos corriqueiramente falada por muitos educadores. E não é apenas a frase, mas o modelo que se impregna na literatura educacional, exemplos: educar para o mercado, educar para o futuro, educar para…

http://amenteemaravilhosa.com.br/educar-dar-opcoes-informar/

Fato que a educação está sempre apontando para algum lugar, é preciso ter um objetivo, uma mira. Algo que norteie o ato de educar. Um  motivo. Mas nem sempre temos clareza para onde queremos levar a educação e nem para que educamos alguém. Vemos isso de maneira muito clara no momento em que vários rapazes se juntam para estuprar uma menina, ou quando alguém invade uma boate gay e mata dezenas apenas por conta de suas orientações sexuais, ou quando um homem chega do trabalho  cansado das mazelas do dia e desconta sua raiva em sua mulher e filhos, ou no momento em que a misoginia é latente nos discursos dos políticos que deveriam proteger e representar os interesses da população. Ficaria aqui horas citando exemplos que provam que erramos o alvo.

Educamos para que? Se a cultura do estupro se perpetua em nossa sociedade, fomentada pela escola, igrejas e famílias conservadoras. Educamos para que? Se o preconceito contra negros ainda é presente, forte e corriqueiro, como uma ferida aberta tantos séculos após a abolição da escravatura, uma das maiores vergonhas da humanidade. Educar para que? Se pobres são jogados a margem  da sociedade; uma sociedade hipócrita que tenta a todo custo varrer para debaixo dos seus tapetes de luxo essa gente que não tem direito a nada, pois o que vale é a meritocracia de sua riqueza que vai passando de pai para filho. Educar para que? Se a mulher sofre preconceito por ser mulher, e a mulher negra sofre duas vezes mais e ainda a mulher negra e lésbica sofre três vezes mais. Assim como o homem negro, pobre e homossexual que leva porrada todos os dias por conta de sua condição que incomoda três vezes mais os morais sem moral desta nossa sociedade vazia.

Então,  educar para que?

Talvez tenhamos respostas prontas, filosóficas no sentido pejorativo, ou quem sabe esperançosas e sonhadoras. Mas bem sabemos que se não mudarmos o foco da educação, o escopo deste projeto de um país mais justo, estaremos fadados a jamais termos respostas concretas para essa pergunta.

“A educação é a melhor arma para mudar o mundo” disse Mandela, porém hoje vemos que estamos usando essa arma de maneira errada ou então realmente ainda não aprendemos  usa-lá.

1 thought on “Educar para que?”

  1. Profundo. A educação tem sua razão de ser. Educamos para agregar conhecimentos, mas os valores, a moral e o respeito, só os pais podem dar e é isso que vai fazer com que os “educados” utilizem-se da educação da forma como ela realmente deve ser.
    Educar não significa criar o caráter de alguém.

    Lucimeire – TI Noite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *