Crédito: Shutterstock.com

A escola e seus espaços de aprendizagem

Posted onCategoriesArtigos

Todos os espaços da escola são de aprendizagem, a sala de aula é só mais um deles e no entanto em muitos casos é tida como sendo única. Para desenvolver um trabalho mais completo de aprendizagem é preciso modificar a sala de aula e também fazer de outros espaços escolares “sala de aula” onde os alunos e alunas possam buscar novas formas de entender a matéria, aprender o conteúdo e testar seus conhecimentos.

O pátio, o auditório, o jardim, a cantina, a quadra, entre tantos outros, podem se tornar desenvolvimento de aulas, basta o professor ter um pouco de força de vontade, planejamento e contar com o apoio da direção e é claro com o consentimento e apoio dos alunos, pois é para eles e por eles que é que direcionamos o processo de aprendizagem.

Buscando novos locais, temos a chance de fazer com que a turma se torne coparticipante do processo, criando junto, desenvolvendo junto, aprendendo junto. E este modelo de trabalho pode até ultrapassar os portões da escola, por que não? Quem sabe, neste sentido buscar na comunidade, nas ruas, no entorno tudo aquilo que possa “casar” com a sua matéria e que possa fazer o seu conteúdo fluir de maneira que os estudantes tenham prazer em aprender.

Eu sou professor de tecnologia e a minha experiência, com minhas matérias específicas tem funcionado muito bem ao longo dos anos. Percebo que estatisticamente, sempre que a aula é interativa, movimentada e compartilhada, seja dentro ou fora da sala de aula, a aprendizagem é maior e mais duradoura. É claro que não é sempre que dá para fazer diferente, existem dias que são “normais” mesmo, mas não nos custa nada tentar coisas novas de vez em quanto.

Movimente-se, movimente seus alunos, com certeza será uma grata surpresa.

 

 

Quer unir tecnologia com educação de maneira eficaz? Conheça www.saladebit.com.br