Ensinar com leveza e com alegria

Posted onCategoriesArtigos

Vou contar um segredo pra vocês; talvez está novidade não seja tão quente assim visto que outros educadores também utilizam deste modus operandi em sala de aula (lembrando que “sala de aula” aqui se refere ao espaço físico escolar). E eu tomei a coragem de contar este meu segredo depois que vi, por acaso, uma entrevista do Professor Clovis de Barros Filho onde ele de maneira tão corajosa e simplória deixa escapar que prefere passar alegria do que conhecimento para seus alunos.

E isto me tocou profundamente pois encontrei alguém do garbo, elegância e competência do filósofo Clovis de Barros que pensa da mesma forma que eu. E decidi assim colocar os pingos nos ís, deixar as claras como trabalho. Eu também prefiro passar alegria aos meus alunos, pois o conhecimento é intrínseco a alegria, ou seja, a maneira mais competente de ensinar, se é que podemos dizer assim, é através da leveza. Chega de Professores carrancudos e terroristas nas salas de aula. Não cabe mais este tipo de atitude para nossos alunos e alunas. A leveza no ensino é sem sombra de dúvida a melhor forma de fazer a turma aprender.

Quando falo da alegria, da leveza em hipótese alguma estou falando de falta de autoridade, pois o professor e a professora tem que ter e manter da melhor forma possível o controle de suas aulas, estou falando de parceria, de dilogo, de soma, de multiplicação. Os alunos precisam se sentir seguros e donos de sua autonomia, para que possam compreender que a escola não é um fardo ou um fim, mas um meio, um caminho que é preciso ser trilhado para se alcançar a vitória, profissional claro,  as sobretudo pessoal.

Ensinar com alegria é sobretudo respeitar o ambiente escolar e aquele outro ser humano que está ali em sua frente esperando que alguém diga pra ele, e ela, que são capazes, que podem sim vencer e que por mais difícil e complicado que seja o caminho, ir com leveza é sem dúvida a melhor opção.